Voltar

Carregamentos à velocidade da luz

Saiba mais sobre as soluções Galp, postos e modos de carregamento.

Scroll Down

Carregamento na via pública

O Carregamento de veículos elétricos em via pública pode ser efetuada de duas maneiras:

06 - 08 horas
Pontos de carregamento normal 6 a 8 horas, em média, para o carregamento da totalidade da bateria num ponto com uma potência de 3,7 kWh (ou 1 hora para 80% da capacidade num ponto de 22 kWh de potência, a depender das características do veículo elétrico).
20 - 30 minutos
Pontos de carregamento rápido 20 a 30 minutos de carregamento, em média, para atingir 80% da capacidade da bateria, integrando cabos próprios para ligação aos veículos.

Carregamento em casa

O carregamento efetuado em casa pode ser realizado através de:

Wallbox De acordo com a respetiva potência, reduz o tempo de carregamento das baterias, existindo ainda modelos que possibilitam a gestão remota do carregamento;
Tomada Preparada para o carregamento deste tipo de veículos (por razões de segurança, não é aconselhável a utilização de tomadas convencionais).

Carregamento em empresas

Os requisitos de instalação de pontos de carregamento nos espaços das empresas variam consoante o acesso seja público ou privativo:

Público De acordo com a respetiva potência, reduz o tempo de carregamento das baterias, existindo ainda modelos que possibilitam a gestão remota do carregamento;
Privado para o carregamento deste tipo de veículos (por razões de segurança, não é aconselhável a utilização de tomadas convencionais).

Modo de carregamento

A ligação do Veículo Elétrico (VE) à instalação de alimentação em corrente alternada pode ser feita utilizando um dos seguintes modos de carga (definidos na EN 61851-1:2011):

Modo de Carga 1 Ligação do VE por meio de tomadas normalizadas de corrente estipulada não superior a 16 A e de tensão estipulada não superior a 250 V, em circuitos monofásicos, ou a 480 V, em circuitos trifásicos. O circuito de alimentação é constituído por condutores de fase, neutro e de proteção.
Modo de Carga 2 Ligação do VE por meio de tomadas normalizadas de corrente estipulada não superior a 32 A e de tensão estipulada não superior a 250 V, em circuitos monofásicos, ou a 480 V, em circuitos trifásicos. O circuito de alimentação é constituído por condutores de fase, neutro e de proteção com uma função piloto, e com um sistema de proteção das pessoas contra os choques elétricos por meio de um dispositivo diferencial (DR) localizado entre o VE e a ficha ou na caixa de controlo integrada no cabo.
Modo de Carga 3 Ligação direta do VE à instalação elétrica por meio de um SAVE dedicado, onde a função piloto se estende aos aparelhos de controlo localizados no interior do SAVE, que são permanentemente alimentados pela instalação elétrica.
Modo de Carga 4 Ligação do VE à instalação de alimentação em corrente alternada por meio de um carregador externo onde a função piloto se estende aos aparelhos ligados em permanência à instalação.
Nota: SAVE (Sistema de alimentação de veículos elétricos) - Conjunto constituído pelo cabo de carga (com condutores de fase, neutro, de proteção e piloto), pelos conectores dos VE, pelas fichas e por todos os outros acessórios, dispositivos, tomadas ou aparelhos especificamente instalados com o objetivo de fornecer energia a um VE a partir da instalação elétrica de alimentação, permitindo, se necessário, a comunicação entre eles.

Este website usa cookies que permitem facilitar a sua navegação e criar uma experiência otimizada à nossa realidade, na medida em que melhora a sua capacidade de nos facultar informações sobre a utilização dos nossos produtos e serviços e auxilia o desenvolvimento e promoção de iniciativas da GALP. Clique aqui para mais informações.